EDIÇÃO 2017: MUNDO FELIZ

BARBASTRO ABERTO

MUNDO FELIZ

A vida dele é um megacliente, ele não precisa esconder. E agora gatinho, agora pôr do sol, dias de felicidade perene se passam. Ele suspeita que o mundo está realmente mudando de direção. Mesmo que você não queira ser um desmancha-prazeres, com o quão lindo é o amor, principalmente em uma lancheira.

Apesar disso, gosta de certas fisionomias, daquele cupcake, do sol que brilha e da solidão por opção, para que aqui possa encontrar o seu lugar. E se você não gosta de nada disso, esta também será sua casa. Não é uma questão de discriminação: às vezes, olhar as fotos permite saber o que temos dentro. Outros apenas se comunicam, embora não saibamos o quê. Desde que se tornou obrigatório sorrir nas fotos, a felicidade se tornou tão iminente que a pessoa fica séria na foto e acaba no calabouço.

Por que mundo feliz? Bem, nós não sabemos. Se soubéssemos que não haveria livros, fotos, rum, nem cordas nas vigas. Se você quiser respostas, procure no google. Aqui só temos perguntas.

Texto: ANTONIO LACHÓS
Foto do pôster: JONÁS REVILLA

X